O que você faz pela inclusão? 3 perguntas sobre Tecnologia Assistiva para avaliar seus conhecimentos

O educador especial é o responsável por tornar a educação no país inclusiva e acessível a todas as pessoas. A gratificante profissão busca incluir pessoas com necessidades especiais na sociedade e no mercado de trabalho, trazendo uma satisfação imensurável para os professores deste meio.

O professor de apoio e os softwares de tecnologia assistiva

Nas Designações de Minas Gerais, para a função de Professor de Apoio à Comunicação, Linguagens e Tecnologias Asssistivas, no ato da designação o candidato à função deverá declarar que possui conhecimentos em sistema operacional Windows, navegação na Internet, utilização de programas educacionais, de programas de tecnologia assistiva, de editores de textos, planilhas e outros programas.

Quando falamos em  MecDaisy, Boardmaker, DosVox, estratégias de informática educativa, planejar uma aula utilizando tecnologia, ou mesmo em utilizar o laboratório de informática, parace um assunto do dia a dia, mas a realidade é que o uso de tecnologias ainda é algo distante da maioria dos estudantes.

Tornar uma aula mais interessante para um aluno desmotivado, ou tornar um conteúdo acessível para um aluno com deficiência são uma das muitas vantagens do uso da tecnologia na sala de aula, porém o professor não possui em sua formação um preparo técnico para operar essas tecnologias. Essa formação deve ser buscada continuamente, após a licenciatura.

Estar pronto é igual a estar capacitado e confiante!

A professora da Faculdade Senac Porto Alegre Luziane Carvalho trabalha com deficientes auditivos, visuais e autistas, ela acabou procurando o curso de Língua Brasileira de Sinais por causa de seu irmão e hoje se diz encantada com o trabalho que exerce: “A satisfação é enorme e o retorno que temos dos alunos é muito grande. É maravilhoso ver que uma pessoa está conseguindo absorver o que ensinamos apesar de suas limitações” – afirma Luziane. (Fonte: Terra)

Ao trabalhar com alunos com necessidade especiais, o profissional tem que ter uma bagagem de conhecimentos específicos para promover, de forma tranquila, a integração do aluno com o cotidiano escolar. O profissional deve buscar a qualificação constante, seja com cursos de especialização na área, ou ainda de extensão e aperfeiçoamento.

Bom, dito isto, então vamos as perguntas

1 – Com que frequência você utiliza o laboratório de informática para tornar suas aulas mais interessantes?

a)Toda semana
b)Todo mês
c)Uma vez por ano, eu acho

2 – Você conhece os recursos de acessibilidade do Windows para pessoas com deficiência motora ou visual?

a) Sim, como a Lupa, teclado virtual, alto-contraste, fontes ampliadas entre outros.
b) Já ouvi falar mas não sei como configurar para o aluno.
c) Nunca ouvi falar

3 – Você sabe como utilizar Tecnologia Assistiva para tornar o conteúdo da sua aula acessível ao aluno?

a) Sim, utilizo softwares (ou recursos) de comunicação alternativa (boardmaker por exemplo) para interação com o aluno.
b) Conheço a existência de vários recursos, mas não sei como operar essa tecnologia.
c) Não conheço como a tecnologia assistiva pode me ajudar no dia a dia.

Resultado

Bom, utilize a pontuação abaixo para calcular sua nota final

Se você respondeu A por 3 vezes: PARABÉNS! Você com certeza faz a diferença na vida de muitas pessoas.

Se você respondeu A por 2 vezes: ÓTIMO, está no caminha certo! Continue.

Se você respondeu A por 1 vez: Você SABE o que é necessário para melhorar. MOBILIZE-SE!

Se você não respondeu A nenhuma vez: TALVEZ você tenha alunos (com ou sem deficiência) desmotivados, distantes e que não acompanham o conteúdo das suas aulas. O uso de tecnologia pode fazer a diferença, mas você precisa buscar conhecimento para saber como usar esses recursos.

 


Você apoia a Educação Inclusiva?

Faça parte do Todos pela Inclusão. Clique em



Recomendado para você

7 dicas VENCEDORAS para você ganhar a designação de 2018!

Cursos para Professor de Apoio da SEE MG: Saiba Quais Cursos Fazer

Designação SEE MG: Assistente Social, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Psicólogo ou Terapeuta Ocupacional – Analista de Educação Básica – AEB

Problemas com credenciamento dos certificados para as designações?

Diferença entre Curso Livre e Curso de Extensão Universitária

RESOLUÇÃO SEE Nº 3 643, DE 21 DE OUTUBRO DE 2017







Equipe Designação

Equipe Designação

4 Comments

  1. Estou fazendo licenciatura história estou gostando muito e estou achando libras facinante e está me dispertano buscar mais informações sobre libras e aperfeicoamento curricular.

  2. Tenho licenciatura plena português e inglês, já fiz uma pós em supervisão. Se tiver como quero fazer o curso grátis sobre autismo. Tenho um sobrinho autista. Tenho muito interesse.

  3. Gostaria de receber a bolsa trabalho com educação especial no estado, mas gostaria de aprimorar os meus conhecimentos,obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *