Estado de Minas adota modelo de ensino a distância: veja o que acontece

Desafios são grandes, entenda o que muda para você

Diante da situação atual em que o isolamento social se tornou uma questão de saúde pública, a questão da educação se tornou um desafio tão grande quanto o combate do coronavírus em si. Com as escolas fechadas por tempo indeterminado a rede pública de Minas Gerais tem a difícil missão de conseguir criar um modelo pedagógico que atenta suas 3.613 escolas, e cerca de 1,8 milhão de alunos, com diferenças econômicas, sociais e culturais.

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais informou que está preparando uma estratégia para oferecer acesso ao conteúdo das aulas, caso a suspensão das atividades presenciais se estenda. Mas uma coisa é certa, tanto na rede pública quanto na particular, em todos os níveis de ensino, é uma situação totalmente nova, como afirma a Zuleica Reis, do Sindicato das Escolas Particulares do Estado de Minas Gerais (Sinep-MG) “Seja fundamental ou médio, ninguém nunca passou pela experiência das aulas online”.

Ela também explica que “Cada escola está se organizado e é importante manter o vínculo com a família e a rotina de estudos do aluno. Tudo que está sendo proposto será incluído em planilha normatizada para prestação de contas das aulas. Quando elas voltarem, os colégios terão de apresentar esses resultados ao Conselho Estadual de Educação para validar o que ele mesmo concedeu, que é o ensino a distância. Os componentes curriculares devem ser trabalhados de forma remota e serem documentados com metodologia adequada. Há pais com dificuldade, por exemplo, e para eles escolas estão fazendo um kit com atividades semanais, que ele passa e pega na porta. De uma forma ou outra, cada escola tenta suprir essa falta de aulas.”.

Uma grande dificuldade das escolas nesse momento, segundo Zuleica, é a falta de pessoal apto para por os conteúdos no ar. “Isso requer professores bem formados e estrutura adequada” diz. Ela ressalta que toda a carga horária deverá ser cumprida, o que poderá ser feito em recessos e feriados.

E isso vale também para as crianças pequenas, principalmente as de 4 e 5 anos, cuja escolaridade é obrigatória.“A escola tem que proporcionar as condições para a rotina escolar e disponibilizar um canal para os pais ligarem e tirarem dúvidas. É primordial que neste momento a escola esteja ao lado das famílias.”

Fonte: Jornal Estado de Minas – Junia Oliveira, 02 abril 2020



Dúvidas? Veja nossos vídeos no Youtube





Recomendado para você

7 dicas VENCEDORAS para você entrar na designação de 2020!

Cursos para Professor de Apoio da SEE MG: Saiba Quais Cursos Fazer

Designação SEE MG: Assistente Social, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Psicólogo ou Terapeuta Ocupacional – Analista de Educação Básica – AEB

Problemas com credenciamento dos certificados para as designações?

Diferença entre Curso Livre e Curso de Extensão Universitária





Equipe Designação

Equipe Designação

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *