Ampliação do bolsa merenda só será possível com auxílio do setor privado

Segundo a secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá, o governo de Minas Gerais não tem em caixa recursos necessários para expandir o bolsa merenda, auxílio mensal de R$ 50 destinado aos alunos da rede estadual de ensino em situação de pobreza extrema. Durante reunião com deputados estaduais nesta quarta-feira (08/04), na Assembleia Legislativa, a chefe da pasta disse que o estado tenta articular, junto a empresários, um aporte suplementar para ampliar o programa.

“O governador e o secretário de Fazenda já falaram que nossa queda de arrecadação vai ser imensa, mas estamos tentando, junto à sociedade civil, captar recursos para ajudar, até mesmo, caso seja possível, alunos da rede municipal”, disse ela. Na semana passada, Gustavo Barbosa, responsável pela secretaria de Fazenda, afirmou que o déficit orçamentário de Minas Gerais pode chegar a mais de R$ 20 bilhões após a crise do novo coronavírus.

A proposta deve contemplar 380 mil estudantes, cujas famílias têm renda mensal de até R$ 89 por pessoa. Os núcleos precisam estar inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal.

Ao ser questionada por alguns parlamentares sobre a possibilidade de ampliação do bolsa merenda, Elizabeth Jucá apontou que os valores serão pagos com apoio do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que vai responder por R$ 20 de cada benefício. Deputados lembraram que há alunos da rede estadual que, embora não estejam em situação de extrema pobreza, têm poucos recursos e precisam de ajuda para enfrentar a crise.

Os alunos vão receber os recursos por meio de um vale-alimentação. De acordo com a secretária, a ideia é que os primeiros beneficiários comecem a receber os cartões em dez dias úteis contados a partir da próxima segunda (13/04). O decreto que regulamenta o bolsa merenda deve ser publicado pelo governo até o fim desta semana.

Fonte: Jornal Estado de Minas – Guilherme Peixoto – 08/04/2020



Dúvidas? Veja nossos vídeos no Youtube





Recomendado para você

7 dicas VENCEDORAS para você entrar na designação de 2020!

Cursos para Professor de Apoio da SEE MG: Saiba Quais Cursos Fazer

Designação SEE MG: Assistente Social, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Psicólogo ou Terapeuta Ocupacional – Analista de Educação Básica – AEB

Problemas com credenciamento dos certificados para as designações?

Diferença entre Curso Livre e Curso de Extensão Universitária





Equipe Designação

Equipe Designação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *